sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Música:Sozinho

Às vezes, no silêncio da noite

Eu fico imaginando nós dois

Eu fico ali sonhando acordado, juntando

o antes, o agora e o depois

por que você me deixa tão solto?

por que você não cola em mim?

Tô me sentindo muito sozinho!

Não sou nem quero ser o seu dono

É que um carinho às vezes cai bem

Eu tenho meus segredos e planos secretos

só abro pra você mais ninguém

por que você me esquece e some?

e se eu me interessar por alguém?

e se ela, de repente, me ganha?

Quando a gente gosta

é claro que a gente cuida

fala que me amasó que é da boca pra fora

ou você me enganaou não está madura

onde está você agora?

Quando a gente gosta

é claro que a gente cuida

fala que me ama

só que é da boca pra fora

ou você me engana

ou não está madura

onde está você agora?

video

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Imagens do Cantor











Biografia

Nascido na Bahia, é o quinto dos oito filhos de José Teles Velloso (Seu Zezinho), funcionário público dos Correios falecido em 13 de dezembro de 1983 aos 82 anos, e Claudionor Viana Teles Velloso (Dona Canô), nascida em 16 de setembro de 1907. Ele escolheu o nome da irmã, inspirado em uma canção famosa da época (18 de junho de 1946) na voz do cantor Nélson Gonçalves, Maria Bethânia, do compositor Capiba. Na infância, foi fortemente influenciado por arte, música, desenho e pintura; as maiores influências musicais desta época foram alguns cantores em voga na época, como "o rei do baião" Luiz Gonzaga, e músicas de maior apelo regional, como sambas de roda e pontos de macumba. Em 1956 freqüentou o auditório da Rádio Nacional, na capital fluminense, que contava com apresentações dos maiores ídolos musicais brasileiros. Em 1960 mudou-se para Salvador, onde aprendeu a tocar violão. Apresentou-se em bares e casas noturnas de espetáculos. Nesta época, o interesse por música se intensificou. Cedo na carreira retirou um "l" de seu nome, optando por Caetano Veloso.